Início do semestre
terça-feira 6 de março de 2012 às 01:11

Arquivado em: Faculdade, março

Oiee! Hoje se deu oficialmente o início das minhas aulas, que eu achava que teria das 14h às 18h, mas que foram apenas até as 16h, e me frustrou plenamente… Hoje. A professora, que nem se apresentou, diga-se de passagem (não sei nos outros cursos da UFC, mas os professores da Moda são, no geral, educados o suficiente para se apresentarem), começou bem rígida, falando dos motivos que faltas, além das permitidas (25% das horas/aula), não são justificadas, da tolerância e pra finalizar, falou da metodologia dela. Se ela tivesse parado por ai, todos a veríamos como uma professora rígida. Mas eis que ela começa a da conteúdo, e você percebe que ela REALMENTE foi pega desprevenida, por um sistema que foi avisá-la no fim de semana, em que ela viajava, que ela daria essa cadeira para o 2º semestre. Passando os erros que ela cometia, e que alguns alunos a corrigiam, a aula até que foi tranquila.

Aí, depois da aula vem a notícia de que amanhã de tarde não há aula porque não tem professor ainda efetivado… Sem contar o fator de quando eu chego em casa, descubro que essa semana também não tenho monitoria para dar… Mas por sorte, tenho minha cadeira na arquitetura, e mais duas aulas essa semana. Início de semestre em federal, é assim.

1 comentário



Measures
sábado 3 de março de 2012 às 03:06

Arquivado em: Amizade, Amor, março, nowadays

Qual a medida certa? Uns reclamam porque tem demais, outros já reclamando do de menos. Alguém ai sabe me dizer o quanto tem que dá e receber? Eu passo da conta, geralmente na casa do sempre, mas é por demonstrar demais, e querer demais? Reclamam se você não se importa, mas também não gostam que você seja honesta. Sim, eu tenho ciúmes dos meus amigos, principalmente dos melhores. Ser chamada a atenção porque ALGUÉM tá pensando MERDA, me dá um ódio profundo. Se um deles reclama, me faz pensar… Então como é pra agir? Eu me vejo sendo carinhosa, mas desde quando ser carinhosa DEMAIS se tornou ruim? Sim, me deixa triste ver pessoas tristes, magoadas porque não tem atenção de quem elas querem tão bem, enquanto eu tenho que me refrear. As vezes, eu entendo, passei dos limites, mas é bom as vezes pensar que é melhor sobrar que faltar… Mas, alguém sabe me dizer a medida certa?

Comentários